Saturday, April 14, 2012

Vou Pescar

O apóstolo Pedro, após a morte e ressurreição de Jesus, diz aos discípulos: Vou pescar (João 21:3). E nós mulheres, podemos pensar, mas o que há errado em ir pescar? Afinal eles eram pescadores! Era a profissão deles, o dia a dia, a rotina de segunda a sexta. Os outros discípulos acham boa a idéia dele e o seguem. Mas após passarem a noite toda pescando, eles não pegam peixe algum. 


Bom, podemos pensar, devia ser um dia ruim para pescar, talvez o mar não estivesse ideal, ou o vento, as ondas. Mas de manhã cedo, Jesus aparece à eles e diz para lançarem a rede para o lado direito do barco e não é que quando eles puxam a rede de volta ela estava tão pesada com peixes que eles quase não conseguem levantá-la de volta ao barco?

Quando eu olho para essa história, me vejo muitas vezes nela. Tentando pescar, achar peixe, trabalhar duro, remar o barco, lutar contra o sono para pescar a noite toda. Não somos todas assim, nós mulheres? Queremos ser produtivas, ver a casa em ordem, o jantar na mesa, a lista de tarefas checadas. A segunda feira chega com toda força e uma faxina para fazer ou trabalho para atender. E o Domingo vai ficando longe, mais longe, tão longe que parece nunca nem ter existido. 

Faz sentido no Domingo lembrar de Jesus, da ressurreição, do sacrifício que Ele fez para abrir o caminho à Deus. No Domingo faz sentido ler a Bíblia, assistir uma pregação, cantar alguns hinos. Mas na segunda feira é hora de fazer trabalho de verdade, de ser produtivo, não é? Mas as redes continuam vazias. Elas não trazem alimento para a alma, para o espírito e muitas vezes nem mesmo para o corpo. Vazias, uma após a outra. 

Às vezes, lendo essa passagem na Bíblia, dá vontade de ir lá naquele barco e dizer à Pedro: "Pedro, lembra que Jesus disse que iria fazer de vocês pescadores de homens? Pedro, sai desse barco e vai dizer ao mundo inteiro que Jesus está vivo! Pára de se preocupar com os peixes, Jesus disse que ele iria prover seu alimento, não se preocupe Pedro!"

E então a ficha cai; E o que é que eu estou fazendo jogando redes para todos os lados, como Pedro? Deixando Jesus no Domingo e vivendo de Segunda a Sábado pescando nada, construindo palha e madeira e esquecendo que "Buscai primeiro o reino de Deus e a sua justiça e todas essas coisas vos serão acrescentadas. (Mat 6:33)"?

O detalhe está em que Jesus não manda todos saírem do barco e ir pregar ao mundo todo que Ele estava vivo. Primeiro Ele manda eles jogarem a rede, mas dessa vez na companhia Dele. É claro que não há nada de errado em querer ser produtivo, arrumar a casa, ir ao trabalho. Mas tudo se torna vazio quando nos esquecemos do nosso chamado, da razão de existirmos. Nos esquecemos de deixar Deus tomar o comando de nossas vidas para trazer significado, para seguirmos um objetivo eterno em comunhão próxima com Ele. Porque Ele não está interessado em quantos peixes você consegue pescar, Ele está interessado em você. 

E quando você olhar para todos os peixes que Ele te ajudar a pescar, você nem vai se importar com os peixes, mas vai dizer como João: "É o Senhor!" E Jesus dirá "Trazei dos peixes que agora apanhastes" Ele não diz "Que nós apanhamos" ou que "Eu apanhei para vocês" Ele dá crédito ao trabalho deles e então oferece descanso e alimento "Vinde, comei."

Ele não te chama para dar uma lista de obrigações, ou para dar uma bronca. Ele te chama porque quer ter comunhão com você, oferecer alimento real para você. "Vinde, mulher, comei."

No comments:

Post a Comment

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
BLOG DESIGN BY DESIGNER BLOGS