Monday, June 25, 2012

Glória por Cinzas



Cinzas significam o fim da esperança, quando não sobra absolutamente nada, nem mesmo algo útil para ser queimado! Cinzas são uma imagem do estado mais baixo que podemos chegar. Cinzas eram usadas no passado para demonstrar o quão triste uma pessoa se sentia, o quão quebrantado seu coração estava, eles costumavam cobrir  suas cabeças e roupas com cinzas como testemunho público de tristeza e desespero. 

Todos temos períodos de cinzas em nossas vidas, quando a esperança chega ao fim, quando não há nenhuma beleza para almejar, nenhuma perspectiva. Há também muitas pessoas neste mundo que vivem em cinzas durante a maior parte de suas vidas, pessoas escravizadas, pessoas sofrendo perseguição e dor, vivendo dentro de zonas de guerra. Tudo ao redor delas são cinzas, cinzas e mais cinzas. Quando tudo é tão opaco que nada é capaz de refletir luz.

A resposta de muitos é olhar para cima e perguntar: Por quê? Ou talvez apontar o dedo para Deus e culpá-lo por todo o mal que acontece no mundo, ou mesmo chegar ao ponto de negar Sua própria existência, porque não concordam com a maneira como Deus estaria exercendo Seu poder. Mas, independentemente de alguns decidirem não acreditarem na existência de Deus, ou outros acusá-Lo pelo mal que acontece no mundo, nossas cinzas são um problema com que teremos que lidar uma hora ou outra. Elas não desaparecem quando negamos que Deus existe, ou quando culpamos Deus, elas ainda estão lá cobrindo nossas roupas e nossos corações.

Qual é a solução, então? Havia um homem chamado Jó, que sofreu a perda de todos seus pertences, seus filhos e sua saúde. Ele ficou sem nada, apenas com cinzas. No entanto, Deus queria transformar essas cinzas em glória, assim Deus trabalha no coração de Jó passo a passo para transformar até mesmo a parte mais interna de seu coração. Durante esse processo, Deus pergunta a Jó algumas perguntas bem diretas, que poderiam ser perguntadas para muitos de nós hoje: "Onde estavas tu, quando Eu fundava a terra? Faze-mo saber, se tens inteligência. Quem lhe pôs as medidas, se é que o sabes? Ou quem estendeu sobre ela o cordel?... Porventura o contender contra o Todo-Poderoso é sabedoria? Quem argüi assim a Deus, responda por isso....Porventura também tornarás tu vão o Meu juízo, ou tu Me condenarás, para te justificares? Ou tens braço como Deus, ou podes trovejar com voz como Ele o faz?" Jó 38:4-5, 40:8,9.

Deus toca no âmago do coração de Jó para mostrar que Ele está muito além de qualquer compreensão humana, sendo até ridículo para nós seres humanos apontarmos nossos dedos para Deus: dedos criados pelo próprio Deus! Mas lembre-se de que Deus não estava tentando assustar a Jó, Ele amava Jó e queria remover todo o orgulho do coração de Jó para dar lugar a algo muito melhor, algo muito mais bonito. Jó chega a esse estado de alma quando proclama "Bem sei eu que tudo podes, e que nenhum dos teus propósitos pode ser impedido... Com o ouvir dos meus ouvidos ouvi, mas agora te vêem os meus olhos. Por isso me abomino e me arrependo no pó e na cinza." Jó 42:2-6.


Agora meus olhos te vêem! Havia tanta coisa que precisava primeiro ser queimada e transformada em cinzas para desobstruir a visão de Jó e ele poder realmente ver a Deus! Ver Sua glória, Sua sabedoria, Seu poder, mas também Seu amor e Sua graça. Deus, no final dessa tribulação de Jó, abençoa-o de volta duas vezes mais do que ele tinha antes. Ele tem mais 10 filhos e suas filhas são as mulheres mais bonitas de toda a terra. É de fato um final feliz.


Jesus Cristo veio a este mundo para dar glória por cinzas. A Bíblia inteira está repleta de histórias de cinzas transformadas em glória ou beleza por Deus, mas a mais bonita dessas histórias é quando Deus transforma o assassinato de seu filho Jesus Cristo, as piores cinzas que este mundo jamais poderia ter produzido, na mais linda beleza: a salvação dos homens. Jesus Cristo foi coberto por cinzas (Lam 3:16), Ele tomou sobre Si todas nossas cinzas, todo nosso desespero e feiúra e sofreu por cada uma delas. E depois que seu corpo estava morto, ao invés de retornar ao pó, Ele ressuscitou, trazendo esperança às nossas próprias cinzas.


Deus não nos deixou sozinhos para lidar com nossas próprias cinzas, e Ele não está permitindo que o mal aconteça no mundo, porque Ele não se importa. Ao contrário, Ele se importa tanto que Jesus Cristo recebeu em seu corpo cada uma de nossas cinzas, e Ele fez isso porque Ele te ama. Não há cinzas que não possam ser transformadas em glória, em beleza. Se você realmente acreditar que Ele morreu por você, que Ele trouxe uma solução para o mal desse mundo sofrendo julgamento contra Seu próprio coração, Ele irá transformar suas cinzas em glória.


Esteja ciente de que se Deus descesse aqui hoje para destruir todo o mal no mundo, Ele teria que destruir o seu e o meu coração, porque nós também somos parte do problema. Mas Ele ainda não retornou como juiz, e ainda hoje oferece uma solução para o problema do mal em seu coração.


Você quer acabar com o mal no mundo? Comece com seu próprio coração, deixe que Ele transforme-o, molde-o à Sua forma de amor. E o que fazer com as cinzas que ainda poderão ocorrer em nossas vidas por vivermos em um mundo cheio de mal? Lembre-se também que o fim de nossa história não é quando morremos, toda eternidade nos aguarda com mais do que dobro, mais do que triplo de bênçãos para aqueles que aceitam Sua solução. 


Não há cinzas que não possam ser transformadas em glória, apenas entregue-as para Ele. 

No comments:

Post a Comment

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
BLOG DESIGN BY DESIGNER BLOGS