Sunday, August 25, 2013

Religião no caminho a Damasco, Síria

Meus filhos adoram gritar do outro lado da casa: "Mamãe!, Mamãe!" repetidamente, até que finalmente decido atender às suas necessidades. Sempre tento ensinar que, se querem falar comigo, devem mover seus pezinhos em minha direção, ao invés de gritar com todo folêgo por mim. Mas por razões de preguiça, preferem o método do grito porque geralmente funciona!

Algo parte do instinto maternal permite que mães reconheçam de longe a voz e até mesmo o choro de seus filhos. Meu coração sempre é tocado quando escuto um bebê ou uma criança chorar, mas algo mais profundo acontece quando escuto o choro de um de meus filhos. Um choro que atravessa o coração, pára o tempo, e naquele momento só uma coisa importa em todo o universo: meu coração materno daria tudo para ter acesso ao botão que desliga o choro. Esse choro não é apenas um som qualquer, é uma pessoa espremendo sua dor pela garganta e inundando seus olhos com tristeza. Eu conheço a voz dos meus filhos.

"As ovelhas o seguem, porque conhecer a sua voz." João 10:4



Saulo e Maria

Ele está numa missão no caminho a Damasco, Síria,
Ela está numa missão correndo ao túmulo logo de manhã,
Ele vê a morte como solução,
Ela vê a morte como tragédia.

Ele move-se adiante com raiva,
Ela gostaria que o passado tivesse durado mais,
Ele é acompanhado por força humana,
Ela é rodeada por anjos.

Ele vê, de repente, uma luz brilhante!
Ela tem sua visão embaçada por lágrimas.

"Saulo, Saulo", diz a voz que o assusta,
"Maria", chama o som familiar,
"Quem é você? ", Saulo pergunta,
"Raboni! ", Maria se alegra!

Ele nunca tinha ouvido essa voz,
Ela amava essa voz!
Ele acreditava em seu zelo por Deus,
Ela acreditava em uma pessoa.

(poema baseado em João 10 e Atos 9)

Religião não é pessoal, Jesus Cristo é.


"As minhas ovelhas ouvem a minha voz e eu conheço-as, e elas me seguem." João 10:27


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
BLOG DESIGN BY DESIGNER BLOGS