Thursday, April 26, 2012

O que você quer de Jesus?


Se Jesus te perguntasse nesse momento, "O que você quer que Eu te faça?" O que você responderia? Imagine que você responda sem pensar duas vezes, você simplesmente diga tudo o que tem no seu coração. Quero casa nova, carro novo, roupas novas, um emprego bom, quero ficar famosa, quero ficar bonita, quero um namorado novo. O que está na sua lista?

Um dia Jesus fez essa mesma pergunta para três pessoas diferentes. Primeiro Ele fez essa pergunta para dois irmãos, chamados Tiago e João. Esses dois irmãos tinham vindo pedir algo para Jesus e disseram: "queremos que nos faças o que te pedirmos" Marcos 10:35 Bom, a princípio dá a impressão que eles não tem muita educação e respeito e se acham mais importantes que o próprio Jesus. Mas Jesus não os repreende, Ele pergunta: "Que quereis que vos faça?" Marcos 10:36 Ele queria ir até ao fundo do coração deles para saber de onde provinha essa soberba. Eles respondem: "Concede-nos que na tua glória nos assentemos, um à tua direita, e outro à tua esquerda." Marcos 10:37 Ah, eles queriam glória!! Queriam ficar na mesma altura de Jesus! Eles se achavam tão importantes que queriam ser os primeiros da lista! 

Olhando de fora, podemos acusar esses dois irmãos de mil coisas, mas o que é que nós estamos pedindo para Jesus? O que você quer de Jesus? Será que é diferente do que eles queriam? Será que não é um pouco de glória aqui e ali? Será que não é usar Jesus para alcançar o nosso reino?

Na semana anterior de Jesus ser crucificado (o chamado Domingo de Ramos) uma multidão o seguiu com ramos e proclamavam "Bendito o Rei que vem em nome do Senhor; paz no céu, e glória nas alturas." Lucas 19:38 Uma multidão ansiosa para ver Jesus como rei. Mas muitos não entendiam que Ele não seria rei no sentido que eles esperavam: um rei para tomar o poder das mãos dos romanos. Eles não entendiam que Ele iria até a cruz para morrer e trazer salvação para todos, inclusive aos romanos. Eles não entendiam que as coisas para eles não iriam melhorar, elas iriam piorar. Jesus os deixaria em servitude aos romanos. Eles sofreriam mais perseguições, mais seguidores de Cristo seriam colocados em prisões e martirizados. Pode ser que muitos daquela multidão estavam somente procurando seus próprios reinos, sua própria glória, e quando viram que Jesus seria crucificado, e não ganhariam nada material em troca de seguí-lo, gritaram com os outros: Crucifica-o!!

Mas havia um terceiro homem, para quem Jesus fez aquela mesma pergunta, um pouco depois da conversa com aqueles dois irmãos. Ele pergunta à esse terceiro homem: "Que queres que te faça?" Marcos 10:51 Esse terceiro homem era cego, havia ouvido acerca de Jesus e fez de tudo que pode para chamar atenção de Jesus. Quando o cego escuta a pergunta de Jesus, ele responde: "Mestre, que eu tenha vista." Marcos 10:51

Que diferença!! Ele queria poder ver à Jesus! E depois de receber sua visão de volta, ele imediatamente segue à Jesus. Que lição para todas nós mulheres!! Nossa lista de desejos pode ser infinita, mas nada nessa lista importa se estivermos cegos para Jesus. Se quisermos buscar somente nossos próprios reinos!

"Mas entre vós não será assim; antes, qualquer que entre vós quiser ser grande, será vosso serviçal; E qualquer que dentre vós quiser ser o primeiro, será servo de todos. Porque o Filho do homem também não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida em resgate de muitos." Marcos 10:43-45

Que o nosso maior e único desejo seja enxergar Jesus como Ele realmente é! Desejá-lo por quem Ele é! Desejá-lo porque Ele é precioso! (pedra principal... para vós, os que credes, é preciosa...1 Pedro 2:6-7)


Monday, April 23, 2012

Você está procurando por amor verdadeiro?


Feche seus olhos, imagine sua vida como um ponto no meio da eternidade. Como uma gota de água no mar, como um grão de areia na praia. Insignificante aos olhos humanos. Agora imagine Deus. Maior que toda a eternidade, maior que todo o mar, maior que toda a praia. E mesmo com tanta grandeza, Ele está nesse momento olhando exatamente para você. Ele está nesse momento interessado nesse minúsculo ponto que é você. Feche seus olhos, você consegue escutar Ele te chamando? Você consegue escutar Ele dizendo, Eu te amo? 

Ele não está dizendo "Eu te amo" se você seguir essa lista de ordens e mandamentos. Ou "Eu te amo", se você não cometer nenhum pecado. Ele está dizendo simplesmente "Eu te amo". Mas, nós como mulheres, podemos nos perguntar: como é que Ele pode dizer "Eu te amo" e como posso acreditar nessas palavras? Meus ex namorados me disseram "Eu te amo", e machucaram o meu coração. Meu ex marido me disse "Eu te amo", e me largou sozinha. Meus pais me disseram "Eu te amo", e me decepcionaram. Minha igreja me disse "Eu te amo", e jogaram pedras em mim quando não segui todas as regras. 

Culturalmente, o amor é visto como uma força irracional como em "Não escolhemos por quem nos apaixonamos". Como uma força maior que nós mesmos, da qual não temos controle, uma flecha do cupido. Como uma onda que nos empurra em uma direção e um dia ela simplesmente se desmancha e nós "Não amamos mais aquela pessoa". O amor, culturalmente, também é visto como uma força sensual. Nos filmes amor se compara a sexo. Mas o maior problema de enxergar o amor como todas as formas acima, é que o amor não pode ser explicado quando direcionado aos filhos, aos semelhantes. E ultimamente à Deus. 

Essa visão do amor romântico, que se iniciou na história grega do Cupido, é um mito. Porque esse mito de amor não sobrevive às dificuldades, às adversidades, ou desastres. Esse mito não traz conforto à mulher que já não é mais bela conforme os padrões da sociedade e teme que seu marido será arrastado para longe de si por uma onda incontrolável de amor por uma moça mais jovem. Esse mito de amor não explica a mulher cuidando de seu marido em uma cadeira de rodas inválido depois de um acidente. 

Logo no início da Bíblia nós lemos "Amarás, pois, o SENHOR teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todas as tuas forças." (Deuteronômio 6:5) Deus pede um amor que provêm de três áreas de nossas vidas. Um amor baseado no amor que Ele tem por nós. Coração, alma e forças. Mas o que significa isso? 

Coração. A palavra no hebraico usada no versículo acima para coração é lebab, que significa "homem interior, mente ou vontade". Muitas vezes nós falamos do coração como algo contrário à mente. Mas o coração é somente um órgão para pulsar o sangue, enquanto o amor na verdade reside na mente e na vontade. Assim, amor é uma escolha. E não uma força incontrolável. 

Alma. O fato de o amor ser uma escolha não nega que envolve emoções. Mas o amor não é 100% emoções. Ele é acompanhado por emoções, mas não dirigido por emoções. Porque as emoções mudam. 

Forças. O amor leva à ação. Por isso por toda a Bíblia fala de amar primeiro e obedecer como resultado. E diz que se você quer ver uma pessoa que ama à Deus, olhe para às suas ações.

E é por isso que podemos confiar no amor de Deus. Porque Deus escolheu nos amar (coração). Seu amor não está baseado em reações químicas, ou em uma força inconstante. Sua escolha por nos amar levou-o a compadecer-se do nosso estado arruínado (emoções). E seu amor levou-O a agir (forças). Jesus foi até a cruz e sofreu o juízo que nós merecíamos. O maior ato de amor. 

Esse é o amor com que Ele nos ama. Um amor perfeito. Do qual podemos receber em abundância e amar à Deus de volta com o mesmo tipo de amor. Um amor que provém de Deus. Um amor com que podemos amar uns aos outros. Nosso esposo, nossos filhos, nossos pais, nossos amigos e até nossos inimigos. Uma escolha diária, que gera emoções e leva à ações. 

Porque o amor é sofredor, é benigno; o amor não é invejoso; o amor não trata com leviandade, não se ensoberbece. Não se porta com indecência, não busca os seus interesses, não se irrita, não suspeita mal;
Não folga com a injustiça, mas folga com a verdade; Tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. O amor nunca falha. (1 Coríntios 13:4-8)

Você está procurando por amor verdadeiro? Ele te ama com amor verdadeiro.

Saturday, April 14, 2012

Vou Pescar

O apóstolo Pedro, após a morte e ressurreição de Jesus, diz aos discípulos: Vou pescar (João 21:3). E nós mulheres, podemos pensar, mas o que há errado em ir pescar? Afinal eles eram pescadores! Era a profissão deles, o dia a dia, a rotina de segunda a sexta. Os outros discípulos acham boa a idéia dele e o seguem. Mas após passarem a noite toda pescando, eles não pegam peixe algum. 


Bom, podemos pensar, devia ser um dia ruim para pescar, talvez o mar não estivesse ideal, ou o vento, as ondas. Mas de manhã cedo, Jesus aparece à eles e diz para lançarem a rede para o lado direito do barco e não é que quando eles puxam a rede de volta ela estava tão pesada com peixes que eles quase não conseguem levantá-la de volta ao barco?

Quando eu olho para essa história, me vejo muitas vezes nela. Tentando pescar, achar peixe, trabalhar duro, remar o barco, lutar contra o sono para pescar a noite toda. Não somos todas assim, nós mulheres? Queremos ser produtivas, ver a casa em ordem, o jantar na mesa, a lista de tarefas checadas. A segunda feira chega com toda força e uma faxina para fazer ou trabalho para atender. E o Domingo vai ficando longe, mais longe, tão longe que parece nunca nem ter existido. 

Faz sentido no Domingo lembrar de Jesus, da ressurreição, do sacrifício que Ele fez para abrir o caminho à Deus. No Domingo faz sentido ler a Bíblia, assistir uma pregação, cantar alguns hinos. Mas na segunda feira é hora de fazer trabalho de verdade, de ser produtivo, não é? Mas as redes continuam vazias. Elas não trazem alimento para a alma, para o espírito e muitas vezes nem mesmo para o corpo. Vazias, uma após a outra. 

Às vezes, lendo essa passagem na Bíblia, dá vontade de ir lá naquele barco e dizer à Pedro: "Pedro, lembra que Jesus disse que iria fazer de vocês pescadores de homens? Pedro, sai desse barco e vai dizer ao mundo inteiro que Jesus está vivo! Pára de se preocupar com os peixes, Jesus disse que ele iria prover seu alimento, não se preocupe Pedro!"

E então a ficha cai; E o que é que eu estou fazendo jogando redes para todos os lados, como Pedro? Deixando Jesus no Domingo e vivendo de Segunda a Sábado pescando nada, construindo palha e madeira e esquecendo que "Buscai primeiro o reino de Deus e a sua justiça e todas essas coisas vos serão acrescentadas. (Mat 6:33)"?

O detalhe está em que Jesus não manda todos saírem do barco e ir pregar ao mundo todo que Ele estava vivo. Primeiro Ele manda eles jogarem a rede, mas dessa vez na companhia Dele. É claro que não há nada de errado em querer ser produtivo, arrumar a casa, ir ao trabalho. Mas tudo se torna vazio quando nos esquecemos do nosso chamado, da razão de existirmos. Nos esquecemos de deixar Deus tomar o comando de nossas vidas para trazer significado, para seguirmos um objetivo eterno em comunhão próxima com Ele. Porque Ele não está interessado em quantos peixes você consegue pescar, Ele está interessado em você. 

E quando você olhar para todos os peixes que Ele te ajudar a pescar, você nem vai se importar com os peixes, mas vai dizer como João: "É o Senhor!" E Jesus dirá "Trazei dos peixes que agora apanhastes" Ele não diz "Que nós apanhamos" ou que "Eu apanhei para vocês" Ele dá crédito ao trabalho deles e então oferece descanso e alimento "Vinde, comei."

Ele não te chama para dar uma lista de obrigações, ou para dar uma bronca. Ele te chama porque quer ter comunhão com você, oferecer alimento real para você. "Vinde, mulher, comei."

Sunday, April 8, 2012

Mulher, a quem procuras?




Hoje o mundo cristão celebrou a Páscoa, que embora seja uma data altamente comercializada, me fez parar e pensar sobre a verdadeira Páscoa, o verdadeiro começo.


E por quê não inaugurar também esse novo blog, direcionado à mulheres, para compartilhar sobre esse novo começo, iniciado há mais de dois mil anos atrás que transformou a história do mundo e que ainda transforma vidas?


Talvez você se identifique com Maria Madalena, naquele primeiro dia da semana, confusa com tudo o que vê ao redor, com seus olhos cobertos por lágrimas, coração quebrado, esperança apagada. E você sente-se estar sozinha nessa situação, sozinha nesse momento em sua vida, sozinha e sem direção.


E você acha que ninguém se importa, Deus não te escuta, ninguém reconhece seu valor. Mas uma voz interrompe suas indagações. Uma voz familiar, mas que você nao reconhece mais, uma voz que te pergunta. Mulher, por quê choras? Por quê as lágrimas? Por quê a tristeza? Por quê o fundo do poço? E a voz continua. A quem procuras? Mulher, a quem procuras?


Porque existem tantos a quem podemos estar procurando, como mulheres. Podemos estar procurando por príncipes encantados que irão transformar nossas vidas em vidas de princesa. Podermos estar procurando por pessoas famosas que irão modelar nossos sonhos. Podemos estar procurando por gurus de beleza, de forma física, de auto-conhecimento, de auto-transformação. Podemos estar procurando por carreira, dinheiro, sucesso. Mulher, a quem procuras?


E como Maria Madalena, podemos confundir a voz com um ser humano qualquer, um jardineiro, e não dar devida importância. Apenas desabafar nossos pesares. Mas a voz não desiste, Ele te chama, Ele diz seu nome: Maria!! Ele toca seu coração, Ele mostra que era Ele ali todo o tempo com você. Enquanto você procurava, Ele já tinha te achado. E que Ele te escolheu para contar a melhor notícia que o mundo já ouviu. "Meu Pai e vosso Pai, Meu Deus e vosso Deus" O caminho para Deus está aberto!


Jesus escolheu uma mulher desprezada pelo mundo todo. Uma mulher que nunca estaria na capa de nenhuma revista. Uma mulher que nunca estaria na presidência de nenhuma empresa. Uma mulher, Maria Madalena, para mostrar que Ele estava vivo e que havia aberto o caminho ao Pai, através de sua morte.


Ele ainda hoje escuta seu pranto, suas lágrimas, suas dúvidas e Ele continua perguntando: Mulher, por que choras? A quem procuras?


Ele pode limpar suas lágrimas, Ele pode ser tudo o que você sempre procurou, Ele te chama pelo seu nome! Ele diz: Paz seja convosco! E se Deus mesmo, o criador de tudo e de todos te oferece verdadeira paz, o que mais você poderia precisar?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
 
BLOG DESIGN BY DESIGNER BLOGS